Informação policial e Bombeiro Militar

Minha foto
Recife, Pernambuco, Brazil
Noticias de qualidade de interesse coletivo ou individual

NÃO DEIXE DE LER ISSO AQUI É MUITO IMPORTANTE

O BLO DO ADEILTON9599 ESTÁ ATUALIZADO, ABAIXO DECISÃO DO TJPE QUE ANULOU PARTE DA PORTARIA DA SDS QUE PERMITIA QUE SOLDADO FOSSE PROMOVIDO A SARGENTO SEM ANTES TER SIDO CABO, PARA VER NOVAS POSTAGEM CLIQUE NO NOME "ADEILTON9599" E NO FINAL DA PÁGINA CLIQUE EM (POSTAGEM MAIS ANTIGA)

quinta-feira, 18 de agosto de 2011



Policiais de quatro estados discutem PEC 300 durante fórum na Pajuçara
Mobilizações estão agendadas; categoria diz que PEC segue 'empacada'
  Gazetaweb - Janaina Ribeiro e Wanessa Oliveira


Policiais de quatro estados e de Brasília se reuniram, na manhã desta quinta-feira (18), para mais uma discussão a respeito da Proposta de Emenda Constitucional, a PEC 300, que institui um piso nacional para bombeiros e policiais que exercem serviços militares. A discussão, que acontece no Hotel Verde Mar, na Pajuçara, pretende ainda organizar duas grandes mobilizações ainda neste ano. 

Além de Alagoas, o mesmo forum acontece em Minas Gerais. A Proposta, que já foi aprovada em primeira votação na Câmara Federal, precisa de uma segunda discussão para, só então, ser encaminhada ao Senado. O presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar de Alagoas, sargento Teobaldo de Almeida, atribui o ‘empacamento’ da PEC é atribuido ao Partido dos Trabalhadores (PT).



“Para que seja votado em segunda discussão, tem que haver entendimento de lideranças na Câmara. São 14 partidos representados no órgão, e 13 deles assinaram a requisição, menos o PT. Foi uma surpresa para todos nós da entidade, porque o PT sempre foi o partido que representa os trabalhadores e, agora, está se recusando a aprovar a proposta”, relata. 

Segundo o sargento, a PEC tem como objetivo implantar um piso de R$ 3,5 mil para os 27 estados da federação, além do Distrito Federal. “Para se ter ideia, os soldados em Alagoas recebem hoje R$ 1800. Em Sergipe recebe R$ 3.200 e em Brasília 5.400”. Caso seja implantada, a proposta deve beneficiar 20 mil alagoanos. 



Fonte: http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=238796

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O autor desse Blog não se responsabiliza pelos comentários aqui postado. Sendo de inteira responsabilidade da pessoa que o fez as consequências do mesmo.